congelamento de óvulos

5 dúvidas sobre o congelamento de óvulos

Você tem o sonho de ser mãe, mas talvez esse não seja o momento certo? A reprodução assistida oferece uma ótima opção para a maternidade em outro momento, que é o congelamento de óvulos.

Embora o procedimento seja cada dia mais indicado para mulheres de diferentes faixas etárias, ainda existem muitas dúvidas a respeito. Por isso, decidi fazer esse post respondendo algumas delas! Confira:

1 – Existe idade máxima para congelar? A regra é que não existe uma idade limite. Porém, se realizado antes dos 35 anos, temos nossas maiores taxas de sucesso para uma gravidez.

2 – Quanto tempo é possível manter o óvulo congelado? Não há um limite de tempo. O óvulo pode ser congelado por um período indeterminado de tempo sem perder sua qualidade.

3 – Se eu não quiser mais os óvulos, o que fazer? Há duas opções: Eles podem ser descartados ou doados. A segunda opção pode ajudar outras pessoas a realizar o sonho da maternidade.

4 – Existe uma quantidade certa para congelar? Depende de quantos filhos deseja e a idade em que o congelamento está sendo feito. Mas, por via de regra, quanto mais óvulos, maiores as chances de gravidez.

5 – Existe algum risco no congelamento de óvulos? Todo procedimento possui riscos, porém as medicações utilizadas nos ciclos de tratamento estão cada vez mais seguras e estes riscos são bem amenos.

Lembrando que essas são as dúvidas mais frequentes sobre o procedimento. Minha recomendação é sempre consultar um especialista em caso de dúvidas! Posso te ajudar a entender as causas da infertilidade e orientar a melhor opção de tratamento. Me envie por inbox no Instagram ou entre em contato comigo pelos telefones: (19) 99892-9576 / (19) 3255-8754

SOBRE MIM

Dra. Sílvia Joly Mattos é médica especialista em Ginecologia e Obstetrícia formada pela Unicamp, com Mestrado na área de Infertilidade pela Unicamp e especialista em Reprodução Assistida com Título reconhecido pela Febrasgo.

Leave comment