Mudanças nas normas de Reprodução Assistida

Por Dra. Sílvia Joly Mattos –

No Brasil, as normas de Reprodução Assistida (RA) são de responsabilidade do Conselho Federal de Medicina (CFM), que busca aperfeiçoá-las de acordo com os anseios da nossa sociedade. Recentemente, o CFM fez uma atualização das regras de RA, com a publicação da Resolução CFM nº 2.168/2017 no Diário Oficial da União no dia 10 de novembro de 2017.

Um ponto importante é com relação à doação voluntária de óvulos. Antes, só era permitida a doação compartilhada: uma mulher em tratamento para engravidar podia doar parte de seus óvulos para outra mulher que também estivesse em tratamento. Com a nova resolução, passa a ser permitido que mulheres até 35 anos possam doar seus óvulos voluntariamente.

Assim, uma mulher receptora, que agora não precisa mais de doação compartilhada para “aguardar seus óvulos”, porque pode receber de uma doadora voluntária, tem muito mais chances de realizar o processo da Fertilização In Vitro.

Dra. Sílvia Joly Mattos é médica especialista em Ginecologia e Obstetrícia, Reprodução Humana e Histeroscopia.

Comments are closed.